20 Mai
Ação promove orientação sobre comidas juninas
Explicar a importância dos nutrientes contidos nas comidas típicas juninas é um dos objetivos do evento

Estudantes do curso de nutrição do Centro Universitário Maurício de Nassau – UNINASSAU irão se reunir no térreo do bloco E da instituição, localizada nas Graças, para apresentar diversas comida típicas juninas verificando seus aspectos nutricionais. A ação será realizada na sexta-feira (22), das 9h ao meio dia, e das 19h às 21h.

De acordo com a coordenadora do curso de nutrição da UNINASSAU, professora Hayanna Arruda, a experiência irá proporcionar para o público uma visão diferente sobre a alimentação tradicional consumida durante os festejos juninos. “Explicar a importância dos nutrientes contidos nas comidas típicas juninas é um dos objetivos desse momento”, pontua, explicando que a intenção da atividade é, também, promover para os alunos a oportunidade de se comunicar com um futuro paciente.

link http://www.mauriciodenassau.edu.br/noticia/exibir/cid/1/nid/4628/fid/1

escrito por Hayanna Arruda

19 Mai

Acordo entre governo e Associação das Indústrias da Alimentação resultou na retirada de mais de sete mil toneladas de sódio dos alimentos processados no período entre 2011 e 2014. A informação é do ministro da saúde Arthur Chioro que apresentou no último dia 12 dados da 2ª etapa do Plano Nacional de Redução de Sódio em Alimentos Processados.
A meta é que até 2020 as indústrias do setor promovam a retirada voluntária de 28.562 toneladas de sal do mercado brasileiro.
Segundo o ministro, nesta segunda fase foram analisados bolos, snacks (batata-palha e salgadinhos de milho), maioneses e biscoitos. Esses produtos, que somam 69 indústrias, retiraram 5.793 toneladas de sódio de suas fórmulas desde 2013 quando foi firmado o acordo para essas categorias. Na primeira etapa, de 2011, que envolveu macarrão instantâneo, pão de forma e bisnaguinha, 1.859 toneladas de sódio saíram do mercado. Fazem parte do acordo outras duas etapas que deverão ser divulgadas até 2016. O cumprimento das metas, que envolve os produtos mais consumidos pela população, contribuirá para a redução do consumo de sódio diário no país para menos de 2 mg por pessoa (cerca de 5g de sal).
“Conseguir retirar mais de 7 mil toneladas de sal é uma parte importante no enfrentamento das doenças crônicas não transmissíveis e promoção da saúde do brasileiro. O impacto disso é a garantia de mais 4 anos de vida e uma redução de 15% nos óbitos por Acidente Vascular Cerebral (AVC). Significa também que 1,5 milhões de brasileiros não precisarão de medicamentos e vão poder controlar sua pressão com atividade física e alimentação saudável. É um ganho de vida”, garantiu Chioro.
MAIORES QUEDAS
A maior redução foi observada na categoria rocamboles, com queda de 21,11% no teor de sódio, seguida pela mistura para bolo aerado – 16,6% – e maionese, com queda de 16,23%. Todas as demais categorias também registram queda: bolos prontos sem recheio (15,8%); bolos prontos com recheio (15%); batata frita e batata palha (13,71%); biscoito doce (11,41%); salgadinho de milho (9,4%); biscoito doce recheado (6,48%); mistura para bolo cremoso (5,9%); e biscoito salgado (5,08%).
No primeiro ano da parceria, em 2011, foram retiradas 1.295 toneladas de sódio de três tipos de alimentos no mercado: pão de forma, bisnaguinhas e macarrão instantâneo. Em 2013, das 69 indústrias analisadas, 95% dos produtos conseguiram reduzir o teor máximo de sódio da composição. Neste monitoramento, grande parte dos participantes também conseguiu antecipar as metas estabelecidas para 2014 que variam de 204 para 1.051 mg/100g de acordo com o alimento: 83% dos bolos prontos com recheio; 96,2% das misturas para bolo aerado; 89,7% do salgadinho de molho; 68% da batata palha e batata frita e 77,8% do biscoito doce recheado.
“O alimento industrializado não é o único responsável por todo o excesso de sal que ingerimos. Precisamos cuidar muito da maneira que preparamos os alimentos em casa e no que comemos nos restaurantes. Mas precisamos, principalmente, deixar de adicionar o sal nos alimentos já prontos, isso significa retirar o saleiro da mesa. A Vigitel mostra que o brasileiro acha que consome pouco sal, mas nós consumimos muito. Em média são 12g por dia quando deveríamos, no máximo, ingerir 5g“, alertou o ministro.
As indústrias que não alcançaram o resultado esperado de redução foram notificadas pelo Ministério da Saúde e deverão apresentar uma justificativa, além de uma nova estratégia para diminuir a quantidade de sal dos alimentos.
Para os próximos passos, está prevista a redução, não somente dos níveis máximos de sódio nas categorias, mas também do nível médio de sódio. Os produtos analisados continuam fazendo parte do programa, ainda com as metas alcançadas, e a cada ano, novas metas são traçadas visando maiores reduções. O Plano Nacional de Redução de Sódio em Alimentos Processados é uma ação que alerta a população para o consumo de sal na hora das refeições e na escolha dos produtos nas gôndolas dos supermercados.

fonte: Blog da Saúde/MS

escrito por Geovana Neiva

19 Mai

VAMOS PARTICIPAR! ATÉ O DIA 24/05/15

escrito por Karla Josnaina

19 Mai

http://psicologia.mauriciodenassau.edu.br/files/2015/05/edital-sele%C3%A7%C3%A3o-professor20152.pdf

escrito por Karla Josnaina

18 Mai

OPORTUNIDADE DE AUMENTAR SEUS CONHECIMENTOS. PARTICIPEM!!!

PALESTRAS:

19 DE MAIO – COMO FALAR BEM EM PÚBLICO – CÉLIA LEITE

21 DE MAIO – POTENCIAL DE UM LÍDER – LUCIANA MARTINS

28 DE MAIO – LIDERANÇA MOTIVACIONAL – LUCIANA MARTINS

MAIORES INFORMAÇÕES NO NÚCLEO DE TALENTOS.

escrito por Geovana Neiva

18 Mai

CAROS ALUNOS, JÁ INICIAMOS A AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL.

ENTRE NO SITE E PARTICIPE!

escrito por Geovana Neiva

14 Mai

Prezados alunos, iniciamos a nossa avaliação institucional.

Entrem no site e participem!!

escrito por Jane Araujo

14 Mai

As colações de 2015.1 serão realizadas de 14 a 17 de setembro no Teatro Guararapes.

As inscrições devem ser realizadas pelo sitehttp://www.bureaudeformaturas.com.br

escrito por Hayanna Arruda

  • Recife | Graças
  • Fortaleza
  • Belém
  • Caruaru
  • Recife | Boa Viagem
  • Recife | Dantas Barreto
  • Piauí | Teresina (Aliança)
  • Piauí | Teresina (FAP)
  • Piauí | Parnaíba (FAP)
  • João Pessoa
  • Campina Grande
  • Salvador | Patamares
  • Salvador | Mercês
  • Salvador | Pituba
  • Lauro de Freitas
  • Lauro de Freitas
  • Natal
  • Maceió | Ponta Verde
  • Maceió | Mangabeiras
  • Maceió | Farol
  • Aracaju
  • São Luis
  • Manaus
  • Manaus

Passe o mouse na cidade desejada para obter ENDEREÇO e TELEFONE da unidade